Projeto Renasce Brasil
Artigos e propostas do Projeto Renasce Brasil

O que é melhor? Capitalismo ou Socialismo?

Texto original publicado em 2005 e atualizado em 22/09/2014

Em termos práticos, o Capitalismo Pagão é utilizado há muito tempo pelos povos que não têm muito compromisso com o princípio de justiça e de respeito ao próximo. Já o Capitalismo Protestante, utilizado principalmente pelos países do Primeiro Mundo, nasceu logo após a Reforma Cristã Protestante e, segundo Max Weber, do livro A ética protestante e o "espírito" do Capitalismo, teria surgido com a doutrina calvinista. O Brasil, que não adotou o modelo protestante, continua praticando o Capitalismo Pagão (selvagem e sem ética).

Nos países de maioria cristã protestante o Capitalismo utilizado é o de juros baixos, salários altos e preços justos. Lá, (Estados Unidos, Suécia, Escócia, Finlândia, Noruega, Dinamarca, Inglaterra etc.) o modelo de Capitalismo protestante é chamado apenas de Capitalismo moderno. Na verdade, praticamente tudo o que esses povos fazem é, em geral, nos moldes protestantes.

O Socialismo ateu ("científico", na linguagem dos marxistas), ficou famoso ao ser adotado pela antiga União Soviética, Cuba, Vietnam, Albânia, Coréia do norte tornando-se, no entanto, mais conhecido como Comunismo. Já o Socialismo Católico ("utópico" na linguagem dos marxistas), é parcialmente utilizado por países europeus de maioria católica (França, Itália, Espanha etc.).

O Capitalismo e o Socialismo, ou a Direita e a Esquerda, ou ainda o Liberalismo e o Comunismo referem-se realmente a conceitos opostos. Mas, numa análise mais detalhada constatamos que podemos, também, considerá-los complementares. Apesar das grandes diferenças os dois lados são representativos e têm suas respectivas finalidades dentro de uma organização social. O Capitalismo1 (ícone da Direita e do Liberalismo) é inspirado na justiça rígida e na razão enfatizando a recompensa segundo o merecimento individual. Já o Socialismo (ícone da Esquerda e do Comunismo) é inspirado nas necessidades comuns e no sentimentalismo enfatizando a igualdade independentemente do merecimento individual. Por isso, é natural que existam defensores do conceito socialista e defensores do conceito capitalista numa mesma sociedade.

Sabendo-se que o Capitalismo baseia-se no desejo de liberdade e de justiça (de forma rigorosa e racional), e o Socialismo baseia-se no desejo de igualdade e fraternidade (de forma mais ou menos inclusiva), então não é difícil entender o porquê, de tanto o Capitalismo quanto o Socialismo terem o seu devido lugar numa mesma organização social. O fato de um ser Direita e o outro Esquerda em nada atrapalha desde que fiquem nos seus respectivos lugares. O ideal, na verdade, é dosarmos o efeito de justiça que está contido no Capitalismo Protestante com o efeito de amor ao próximo que está contido no Socialismo Católico.

A maioria dos brasileiros ainda não sabe, mas o principal motivo que levou o mundo cristão ("mundo ocidental") a repudiar as nações comunistas foi o fato de proibirem o cristianismo e imporem o ateísmo. As escolas públicas brasileiras, influenciadas pelos dogmas marxistas, não esclarecem esses assuntos aos seus alunos. A própria imprensa nunca teve coragem de dizer ao povo em geral que a guerra fria, entre Estados Unidos e União Soviética era, na verdade, uma guerra fria entre os princípios cristãos e os princípios ateus de origem marxistas. Atualmente, já existe liberdade pessoal, social e religiosa na antiga Rússia. O Cristianismo já retornou à nação (principalmente o ortodoxo)2 , mas muitas pessoas ainda permanecem ateias. Lá, na Russia, o ateísmo é conseqüência direta da imposição praticada pelo regime comunista até 1991.

Se nós, brasileiros, tomarmos como referência os ensinamentos bíblicos, tal como fizeram os principais países desenvolvidos, concluiremos que o princípio de justiça deve vir em primeiro lugar e só depois deve vir o amor envolvendo e preservando a justiça. Portanto, o Capitalismo Protestante, que é baseado na "justiça rígida",3 deve ser a parte estrutural de uma sociedade. Ou seja, deve ser o sustentáculo principal tal qual o esqueleto humano que é propositadamente rígido para dar firmeza e sustentação ao nosso corpo. Já o Socialismo deve ser parte externa, o acabamento "sensível",4 a parte social que envolve a estrutura tal qual a carne e a pele, no corpo humano, que são propositalmente maleáveis e igualmente importantes na composição do conjunto.

Analise o exemplo a seguir para entender a interação, necessária, entre Capitalismo e Socialismo: Imagine um prédio em construção, note que a estrutura de concreto é a parte mais rígida. De fato, ela não é muito simpática, mas é a parte que sustenta o prédio de pé por longos e longos anos. É a estrutura que garante a solidez e a firmeza para que o prédio não caia e suporte todo o seu peso. Já o reboco, com azulejos, mármores, vidros, janelas, ornamentos etc., que envolvem a estrutura (equivalendo ao Socialismo), são igualmente importantes porque dão o adequado acabamento tornando o prédio simpático, confortável e funcional.

Portanto, se queremos paz e prosperidade, precisamos considerar o Capitalismo Protestante como estrutura econômica e o Socialismo Católico como acabamento social na hora de formular novas soluções para o Brasil.


________________________________
1 Capitalismo - O Capitalismo Protestante se firmou por volta do século XVII e XVIII visando estabelecer liberdade e justiça nas relações trabalhistas, produtivas e comerciais, (um sistema contrário ao trabalho-escravo até então utilizado por todo o Mundo). Nessa ocasião consolidou-se a adoção do livre trabalho assalariado, do sistema de preços e da produção em larga escala pela iniciativa privada.

2 Cristianismo Ortodoxo - Quatro anos depois da queda do Comunismo (1995), 17,5% da população Russa já havia retornado ao cristianismo. Hoje, esse número é bem maior.

3 Justiça rígida - Quem trabalha, ganha. Quem não trabalha, não ganha. - Quem usa, paga. Quem não usa, não paga. - Quem merece, recebe. Quem não merece, não recebe.

4 Sensível - Quem necessita, também recebe. - Quem não pode pagar, também pode usar. - Mesmo quem não merece, não será esquecido.

Autor: Valvim M Dutra

Nota: Este artigo é a expressão do pensamento e opinião pessoal do autor, resguardada e protegida pelo direito constitucional inviolável da liberdade de expressão no Brasil. O autor é o único responsável pelas ideias e opiniões expressas acima.

Comentários Sobre:
"O que é melhor? Capitalismo ou Socialismo?"
Dê sua opinião sobre este artigo
  Nome: Digite o primeiro nome ou nome completo se assim preferir
  Cidade: Digite o nome de sua cidade
  Email: (Não se preocupe, ele não será publicado)
  comentário: (Máx de 1000 caracteres)
Compartilhe O Renasce Brasil:
Outros artigos
2006 - Artigos anteriores ▲
"Textos do Projeto Renasce Brasil"
2006 - Próximos Artigos ▼
Receba atualizações
Insira seu email para receber novidades e atualizações
  Email:
  Nome: (Opcional)
Publicidade tipo links Patrocinados
« Artigo anterior
Próximo artigo »
Projeto Renasce Brasil Quero ajudar o projeto Fale conosco Política de privacidade
Importante: Os links patrocinados são publicidades externas automatizadas e podem não refletir os ideais e os objetivos deste site.